Património Cultural de Grândola

Monumento a José Afonso da autoria de António Trindade, inaugurado a 25/04/1999. Promotor: Câmara Municipal de Grândola. Materiais: Aço Corten. Localização: Largo de São Sebastião, Grândola. Adaptado de: Associação José Afonso - http://www.aja.pt/ e Câmara Municipal de Grândola - http://www.cm-grandola.pt/

O concelho de Grândola demarca-se na Costa Sudoeste por forte identidade cultural forjada nas iniciativas de paleoindustrialização observadas no Alentejo Litoral (indústria corticeira), na adesão à ideologia republicana e à resistência antifascista. Não possui palácios ou conventos extraordinários, antes paisagens culturais lentamente sedimentadas pelo labor das suas populações, pontuadas por alvos montes de característica arquitectura vernácula, e sombreadas por montado. Tem uma área aproximada de 814km2. No seu território é possível distinguir três grandes subregiões: serra de Grândola, planície e faixa litoral, que apresentam marcadas diversidades geomorfológica, florístico-faunística e cultural. Da cota culminante de 326m (outeiro da Atalaia) na serra de Grândola, onde dominam os xistos, do Carbónico inferior, desce-se para a orla costeira com os seus 45 km de praias oceânicas e extensas formações dunares cobertas por esparsa vegetação psamófila e/ou pinhais, e retalhos mais ou menos extensos de arrozal no estuário do Sado (Carvalhal) e lagoa de Melides. É na planície (Vale Figueira) e na orla costeira que se localizam os mais emblemáticos sítios arqueológicos até agora conhecidos em Grândola (dólmen da Pedra Branca, grutas de Melides, necrópole da Idade do Bronze de Casas Velhas e estabelecimento romano de Tróia). O povoamento humano é concentrado. Em Grândola, sede de concelho, habita a maior parte dos seus 15 000 habitantes.

...

Grândola, vila morena

Terra da fraternidade

O povo é quem mais ordena

Dentro de ti, ó cidade

...

À sombra duma azinheira

Que já não sabia a idade

Jurei ter por companheira

Grândola, a tua vontade

Adicionar novo comentário