2. Vértice Geodésico da Malha da Costa

2. Vértice Geodésico da Malha da Costa (N 380 25’ 54.1’’- W 80 49’ 36.0’’).

Na estrada de Tróia para a Comporta junto do vértice geodésico da Malha da Costa é possível ter uma panorâmica da restinga de Tróia (Figura 6). Olhando para leste e em períodos de “baixa-mar”, é possível observar parte dos sapais do Rio Sado (Sapal da Carrasqueira). Os sapais do Estuário do Rio Sado caracterizam-se por serem constituídos por sedimentos finos (siltes ou argilas) de cor escura (acastanhados a negros). Os sapais que estão a cotas superiores podem estar parcialmente cobertos por plantas tolerantes à salinidade (halófitas). É por vezes possível observar sedimentos arenosos. A noroeste avistam-se os estaleiros navais de Setúbal. A oeste, do outro lado da estrada, é visível a continuidade do campo dunar actual (Holocénico) que se estende até ao oceano.

Figura 6- Vista panorâmica para N da Restinga de Tróia e do Estuário do Rio Sado a partir do topo do cordão dunar onde se localiza o vértice geodésico da Malha da Costa (cota de 24 m).

Adicionar novo comentário