1. Praia de são Torpes

1. Praia de são Torpes (N 370 55’ 30.7’’- W 80 48’ 22.7’’).

A praia de São Torpes que se estende por 1,5 km localiza-se a sul do Complexo Ígneo de Sines, onde está instalado o Porto de Sines, e perto da Central Termoeléctrica da EDP.

Esta praia que apresenta uma face de praia com características morfológicas do tipo intermédio-dissipativa, bermas (podendo incluir crescentes de praia) e um extenso terraço de maré é limitada por uma pequena a arriba com 2 a 5 metros de altura. Esta arriba é constituída por areias e cascalheiras do Pliocénico- Pleistocénico e grauvaques, quartzitos e pelitos do Carbónico.

Figura 1- Vista panorâmica da praia de São Torpes a partir de Norte. Observam-se junto ao café afloramentos de rochas sedimentares pelíticas do Carbónico rodeados por areia fina da praia de cor clara com manchas escuras que representam concentrações de minerais pesados. A ribeira que desagua na praia transporta cascalheiras que também são observadas para sul junto à arriba.

Sobre este conjunto surge um campo dunar com vegetação. Os sedimentos da praia estão representados por cascalheiras a areias muito finas. As cascalheiras, que resultam da erosão dos depósitos mais antigos do Pliocénico-Pleistocénico, são constituídas essencialmente por calhaus rolados de rochas sedimentares do Carbónico ou rochas ígneas do Complexo Ígneo de Sines.

Figura 2- Pormenor da areia fina da praia que para além da concentração de minerais pesados também inclui uma importante componente carbonatada (conchas).

Para sul pode observar-se que os depósitos cenozóicos da bacia de Alvalade surgem discordantes sobre as rochas sedimentares do Carbónico da Zona Sul Portuguesa (N 370 54’ 50.1’’- W 80 48’ 8.0’’).

Figura 3- Discordância angular do Cenozóico sobre o Paleozóico. Pormenor das areias e cascalheiras do Cenozóico que surgem em camadas horizontais sobre as camadas inclinadas de grauvaques e argilitos do Carbónico. Note-se a presença de calhaus rolados de rochas sedimentares e ígneas tanto nos depósitos de cascalheira e areia do Pliocénico-Pleistocénico como na praia actual que cobre as camadas de rochas sedimentares muito inclinadas do Carbónico.

Adicionar novo comentário